Os cantos e as pedras

https://500px.com/photo/870397/stones-within-wood-by-wolf-br%C3%BCning

Pode parecer um verdadeiro exagero mais estrutural do que verbal.

Fendas abertas escorrem o gozo e os leite das pedras.

O corpo em ápice e flama, derrama sobre um olho a ametista,

Sobre um canal semi-estruturado dentro das linhas abertas das mãos,

Por elas transcorre os rios, pássaros, vasos saguíneos e vasos de flores

A mão e a bisnaga preenche os espaços ininterruptos do “não dito”

Pode parecer uma paisagem ocidental que corta as linhas transversais do seu corpo

Eu fugi para encontrar os objetos perdidos, como os voos presos em gaiolas; violetas nas janelas.

Eu entro na Escandinávia e saio pelo Himalaia silvestre dos seus poros,

Sinto o adolescer, a infância, eu encontro por trás das suas órbitas – os cantos e as pedras! 

(Ronaldo Mullan)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s