Torna-se Cinza

cinza-escuro-019

Vê as perspectiva das cores no âmago que elas lhe trazem tragar as pontes cheias no ponto em que se torna vazio,

Amanhecer de si.

Ouvi o rádio na hora manhã,

Cinco horas quando ninguém está ouvindo.

Eu me torno cinza, quando não quebro a minha subjetividade.

Guardo rebanhos de silêncios do Pessoa.

Vejo o menino do passado a colecionar cheiros de amônia, folhas de formiga.

Torna-se cinza é formar o negativo do arco-íris,

sem ele a cor seria devassa.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s